31 de ago de 2008

Português Global

(texto para a cadeira Comunicação em Língua Portuguesa I – 2008/2 Da professora Lia Schulz e publicado no blog aceberg.blogspot.com)

by Juliano Antunes


Há alguns meses minha chefe comentou comigo que compraria o livro “Dicionário de Porto Alegres” do prof. Fischer para mandar de presente para uma amiga da Bahia. Ficamos algum tempo conversando sobre as diferenças da nossa língua e suas variações regionais.
Falamos o Português, mas sentimos uma grande diferença quando conversamos com nossos vizinhos de outros estados. Essa diferença é ainda maior quando comparamos o nosso Português com o Português falado em outros países. Quando ouvimos alguém de fora falando Português, mesmo que esta seja sua língua materna, temos dificuldade para entender, tanto seu vocabulário quanto a construção frasal. Este é o tema do filme “Língua - Vidas em Português”, um documentário sobre a diversidade da nossa língua nos diversos países em que ela é falada.
Precisamos de legendas para compreender um moçambicano nos contar a historia de sua vida, ou um escritor Português dissertar sobre as diferenças culturais entre os países de língua portuguesa. Legendas que não são necessárias quando encontramos um argentino no litoral catarinense e conversamos sobre quem é o melhor, se Pelé ou Maradona.
Esse documentário nos deixa a dúvida se todos falamos o mesmo Português, ou se cada local tem o “seu Português”. Particularmente eu acredito que apenas não estamos acostumados com a maneira de falar de outros países. Nossos ouvidos estranham muito menos se conversarmos com algum castelhano do que com um nativo de Portugal. Isso porque temos contato mais direto com nossos países vizinhos.
Tentem conversar com alguém do interior, que use gírias que não sejam conhecidas, que não tenha seu jeito de falar transmitido na novela das 20h em rede nacional. O estranhamento que nossos ouvidos terão vai com certeza ser muito próximos ao estranhamento que teremos ao falar com algum estrangeiro falando Português.
A destruição da Torre de Babel seccionou o mundo em diversas línguas, e a mídia está fazendo o papel inverso. Será que se não tivéssemos emissoras de televisão e rádio transmitindo em cadeia nacional 24hs por dia nós conseguiríamos nos comunicar tão bem com alguém do Acre, por exemplo? Ou seria como conversar com um Angolano?
Acredito que falamos todos o Português, mesmo que precisando de legendas nos primeiros minutos de conversa, o convívio mais direto faria ir por terra estas diferenças, assim como logo entendemos alguém de outro estado. Apenas precisamos de um pouco de tempo para entender a singularidade de cada cultura, pois a maneira de falar sempre expressa um pouco da cultura do seu falante.



----------------
Now playing: The Prodigy - Crazy Man
via FoxyTunes

19 de ago de 2008

Charlie Harper lifestile

by Juliano Antunes

Há algumas semanas tenho acompanhado as primeiras temporadas do seriado “two and a half man”, estrelado por Charlie Sheen, onde ele vive uma caricatura dele mesmo (Charlie Harper). Um solteirão bem de vida que vive numa casa na praia, tem um belo carro na garagem e tem uma grande facilidade de conquistar as mulheres.

Para melhor compreensão do artigo recomendo que assistam a alguns episódios desta série

De tanto assistir a essa série acabei com uma duvida. Quais os valores realmente são importantes na nossa vida?
Bom, para explicar... Não acredito que ninguém que veja o estilo de vida de Charlie Harper não tenha o invejado ao menos por alguns instantes. O desejo, por mais que seja interior, de preocupar-se muito com o bem estar pessoal e ter diversão na vida entra constantemente em confronto com a regra do bom samaritano. Somos bombardeados por valores da família e da sociedade, onde o que importa é nossa aparência, seja física, moral ou financeira. Mas, qual é a relação dessa aparência em nossa realização pessoal?
Não vou entrar no mérito das varias mulheres que rodeiam a série, até porque isso me acarretaria em algumas horas de DR e eu não estou psicologicamente disposto a isso ainda. Quero entrar na discussão da visão que temos do uso de álcool.
Temos uma visão preconceituosa daqueles que fazem uso regular de bebida, mas não paramos para analisar que ela esta presente na vida de muitos daqueles que achamos intelectualmente superiores e acabam nos servindo de exemplos indiretos.
Explico: Nossos ídolos: sejam músicos, escritores, atores, cineastas, redatores, roteiristas e celebridades em geral, em sua grande maioria bebem muito mais que pessoas “comuns” e puritanas.
Não quero fazer uma ode ao álcool, como se este fosse um catalisador das idéias, ou uma espécie de fermento para a imaginação (não que não seja). Apenas quero que paramos e pensamos se o preconceito que temos por aqueles que gostam da coisa é realmente fundado!
De onde tiramos que isso é errado? Ou mais, de onde vem a nossa idéia de certo ou errado? Ultimamente ando revendo os meus valores, e como conseqüência estou reavaliando os valores sociais em uma maneira geral. Acredito que tem muita coisa errada por ai e pretendo escrever muito sobre isso. Será que a maioria vai concordar comigo e rever seus próprios conceitos ou vai me (pré) conceituar como beberrão e achar que apenas estou procurando álibis para encher a cara?

14 de ago de 2008

Querido Diario ....

Atualização do Blog NO MAXIMO DE 2 em 2 Dias ???

Como assim , o blog é meu ....

Não tenho que agradar a todos , muito menos quem posta como anônimo.
Já dizia a minha Vó quem fala o quer ouve o que não quer , e que venha as bombas, e a nova descoberta da semana é q caipira com vinho não da ressaca , eu acho ...

grande abraços para quem lê as minhas bobagens , no final de semana pretendo escrever algo de útil .

Custe o que Custar ....

Félix Grivot

12 de ago de 2008

Escreva um título aqui!

Sabem quando uma semana poderia simplesmente não ter existido? Talvez seja exagero meu, ou eu simplesmente esteja com memória fraca (pode ser ainda efeito da tequila de ontem), mas não lembro de ter feito absolutamente nada de útil. Me dei conta disso quando li um comentário nos xingando por não termos atualizado o blog, o que realmente já deveria ter acontecido!

Acabei de ver o CQC, e nada. Entrei no site do Kibe e tb nada. No site do Terra só besteiras! Não sei se porque as campanhas eleitorais começaram, mas parece que não acontece nada de novo! Estamos sem notícias, sem assunto, sem textos! É nessas horas que eu paro e penso:
Puta que pariu! Fudeu!

Linkizinho maneiro pra quem gosta de seriados:
http://www.brazilseries.xpg.com.br/

4 de ago de 2008

Leis incontestáveis..


Impressionante como o mundo dá voltas, mas acaba sempre no mesmo lugar, com as mesmas pessoas, com os mesmos programas de domingo a tarde, com a vida do jeito que ela deve realmente ser. Podemos criar novos amigos, mas os velhos sempre estarão ali, podemos conhecer um llugarzinho novo, mas nada tem o mesmo gosto do primeiro que você curtia, Você pode até se apaixonar de novo, e de novo, e de novo, mas quando você tem certeza que é de verdade, você não consegue largar e desistir...
Persistir sempre!

Bem, como já dizia um antiiiiigo profeta praticante do hinduísmo no alto das montanhas ao sul do cazaquistão: "Cada um no seu quadrado."


Site a recomendar: http://blog.drpepper.com.br/



LEIS INCONTESTÁVEIS


LEI DA PROCURA INDIRETA


1. O modo mais rápido de se encontrar uma coisa é procurar outra.

2. Você sempre encontra aquilo que não está procurando.


LEI DA TELEFONIA


1. Quando te ligam: se você tem caneta, não tem papel. Se tiver papel, não tem caneta. Se tiver ambos, ninguém liga.

2. Quando você liga para números errados de telefone, eles nunca estão ocupados.

Parágrafo único: Todo corpo mergulhado numa banheira ou debaixo dochuveiro faz tocar o telefone.


LEI DA GRAVIDADE


Se você consegue manter a cabeça enquanto à sua volta todos estão perdendo, provavelmente você não está entendendo a gravidade da situação.


LEI DA QUEDA LIVRE


1. Qualquer esforço para se agarrar um objeto em queda, provoca mais destruição do que se o deixássemos cair naturalmente.

2. A probabilidade de o pão cair com o lado da manteiga virado para baixo é proporcional ao valor do carpete.


LEI DAS FILAS E DOS ENGARRAFAMENTOS


A fila do lado sempre anda mais rápido.

Parágrafo único: Não adianta mudar de fila. A outra é sempre mais rápida.


LEI DA RELATIVIDADE DOCUMENTADA


Nada é tão fácil quanto parece, nem tão difícil como a explicação do manual.


LEI DO ESPARADRAPO


Existem dois tipos de esparadrapo: o que não gruda e o que não sai.


LEI DA VIDA


1. Uma pessoa saudável é aquela que não foi suficientemente examinada.

2. Tudo que é bom na vida é ilegal, imoral ou engorda.


LEI DA ATRAÇÃO DE PARTÍCULAS


Toda partícula que voa sempre encontra um olho aberto.






Relax, Take it easy baby!!!